Nós, jogadores, usamos alguns termos em japonês para o jogo de GO, é muito útil conhecer o significado desses termos, pois os mesmos são muitas vezes vistos em livros, artigos, comentários de jogos de Go etc.

Aji: Potencial, possibilidade latente

Atari: Ameaça a captura, termo usado quando uma pedra ou um grupo de pedras possuem apenas uma liberdade.

Boshi: Movimento tambem conhecido como “chapelada”, termo usando quando se joga uma pedra com um espaço de distancia da pedra adversário, com o intuito de encobrir.

Byo yomi: Termo para um tipo de contagem de tempo no Go

Chuban: Meio Jogo

Dame: Ponto neutro, ponto entre fronteiras.

Damezumari: Termo utilizado para dizer que os pontos entre fronteiras são liberdades importantes para o grupo, quando um dame é preenchido, o grupo perde uma liberdade.

Dan: Classificação para jogadores, a classificação para Dan é entre 1º a 9ºDan

Fuseki: Fase de abertura do jogo, fase inicial

Geta: técnica de captura de pedras, também conhecida como “chinelada”

Goban: Tabuleiro de Go

Go Ishi: Pedras de Go

Goke: Recipiente para guardar as pedras de Go

Gote: Não manter a iniciativa

Guzumi: Formação de triangulo vazio, porem necessária

Hane: Uma movida diagonal em contato com uma pedra inimiga

Haya-go: Um jogo rápido de go

Hoshi:Ponto estrela (onde as pedras de handicap são postas)

Ikken-Tobi: Uma extensão com apenas um espaço entre as pedras da mesma cor

Joseki: são seqüências conhecidas, geralmente no canto, que já foram consolidadas ao longo do tempo. São criados joseki novos todos os anos, acompanham uma tendência no mundo do Go.

Kakari: Uma jogada que de aproximação para atacar uma pedra

Kakeme: Olho falso

Keima: Duas pedras que a posição de L relativa lembra a movida do cavalo no xadrez

Kikashi: Uma jogada que força a resposta do oponente

Ko: Regra em que um movimento não pode ser efetuado, caso deixe o tabuleiro na mesma formação que estava na jogada anterior

Ko-Date: Ameaça de Ko

Komi: Pontos dados às brancas para compensar as negras terem o primeiro movimento.

Komoku: Ponto similar ao 3-4 do tabuleiro.

Kosumi: Movimento em diagonal de um espaço entre pedras da mesma cor

Kyu: Classificação dada aos iniciantes de GO. Pode ser de 30Kyu a 1kyu. Após o 1kyu, o jogador recebe a classificação de 1ºDan

Me: Olhos, olhos são pontos que o adversário não tem pode jogar. Um grupo é considerado vivo quando possui dois olhos

Miai: situação onde há duas respostas certas. Equivalentes entre si.

Mokuhazushi: ponto equivalente ao 3×5.

Moyo: Território em potencial

Nigiri: Forma de se decidir quem irá jogar com pretas, em que um jogador retira certo número de pedras brancas do goke, e outro jogador tenta adivinhar se o numero retirado é par ou impar, tirando uma ou duas pedras.

Niken Tobi: Uma extensão de dois espaços entre as pedras da mesma cor

Nobi: Uma extensão sólida, colocar uma pedra ao lado da outra da mesma cor

Ogeima: Salto do cavalo com um espaço a mais

Ponnuki: Forma que ficam 4 pedras ao capturar 1 pedra adversária

Rengo: Jogo em duplas

Sabaki: Sacrificar pedras obtendo benefícios c’om isso.

Sansan: Ponto similar ao 3-3 do tabuleiro

Seki: Situação nem de vida e nem de morte entre dois grupos

Semeai: Corrida por captura.

Sente: Mantendo a iniciativa

Shisho: Sucessão de jogadas que colocam o grupo adversário em atari produzindo a forma de uma escada. Muitas vezes é usado o termo ESCADA.

Takamoku: ponto do tabuleiro equivalente ao 4×5.

Tengen: Ponto central do tabuleiro

Tenuki: Ignorar o lance do oponente e jogar em outro lugar

Tesuji: A melhor jogada em uma situação local

Tsuke: Lance que coloca uma pedra ao lado de uma pedra de outra cor

Tsumego: Exercícios de leitura no Go

Uttegaeshi: Jogada em que o jogador sacrifica certo número de pedras para obter um numero maior do que o capturado. Também conhecido como Snapback